Quarta-feira, 03 de Maio de 2017
Vendas do varejo paulista em maio devem crescer 4%, estima FecomercioSP Vendas do varejo paulista em maio devem crescer 4%, estima FecomercioSP
As vendas no varejo paulista devem registrar crescimento em maio em relação ao mesmo mês de 2016, conforme projeção da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). A estimativa da instituição é que o comércio varejista do Estado deve faturar R$ 50 bilhões no mês, alta de 4% ante o mesmo período do ano passado. Já no varejo paulistano, as vendas devem alcançar R$ 16 bilhões em maio, crescimento de 5% na mesma base de comparação.

Segundo a FecomercioSP, as principais variáveis conjunturais revelam uma combinação positiva de elementos determinantes do movimento varejista e, então, o melhor desempenho esperado em maio não deve ser totalmente creditado a um aumento expressivo de vendas devido ao Dia das Mães.

Como exemplos, a federação cita a queda da inflação e o ciclo de cortes na taxa básica de juros. A elevação na renda agrícola, por conta do forte aumento de exportações de commodities (onde São Paulo tem grande presença), também é apontada como indicador positivo pela FecomercioSP.

A consolidação da retomada das vendas, diz a instituição, depende ainda de uma reativação ampla e contínua do ritmo das demais atividades que permita o aumento das taxas de emprego e consequente recomposição da renda interna da população ocupada. A FecomercioSP ainda defendeu a implementação das reformas fiscais para a sustentação desse ciclo de crescimento do comércio varejista.

“Há ainda incertezas permeando a conjuntura econômica e impedindo a melhoria dos investimentos, em função do clima de instabilidade no âmbito político, que precisa ser superada, por meio da implementação das reformas necessárias para o ajuste fiscal que venha a dar tranquilidade e garantias ao mercado quanto a plenitude da governabilidade do País”, diz em nota.

Em maio, o crescimento estimado pela FecomercioSP prevê bons desempenhos em atividades que vinham mostrando ritmo fraco de vendas, como são os casos das lojas de eletrodomésticos e eletrônicos e das concessionárias de veículos. Mas a FecomercioSP ressalta que a elevação prevista no setor de eletrodomésticos e eletrônicos deverá acontecer muito mais pela fraca base comparativa do que por efetivo aumento de vendas reais. Em maio do ano passado, o segmento teve queda de 15% ante o mesmo mês de 2015.

A FecomercioSP ainda afirma que o setor de farmácias e perfumarias deve ser, mais uma vez, destaque de alta em maio. Segundo a projeção, o segmento deve alcançar taxa de crescimento de dois dígitos no mês.
Fonte: Estadão Conteúdo
Tags: Vendas, Varejo, São paulo, Fecomerciosp
São Paulo - A Casas 17/09/2014 - Saiba quem são as 13 redes de moda que mais vendem no Brasil
São Paulo – Nos últi22/07/2014 - 20 franquias que buscam empreendedores no interior de SP
São Paulo - Ter uma 11/05/2015 - 30 opções de franquias para trabalhar de casa
São Paulo – Muitos e04/08/2014 - 20 opções de franquias para abrir em casa
São Paulo - Muitos e06/07/2015 - 20 franquias para quem pode investir até 20 mil reais
Os shoppings da Gran05/12/2014 - SP: Shoppings têm horário especial em dezembro para compras de Natal
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
são paulo faturamento ecommerce indústria consumo comércio eletrônico veículos ipi franquias shoppings natal crédito varejo e-commerce comércio supermercados preços vendas inadimplência economia

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront