Sexta-feira, 14 de Outubro de 2016
Varejo de SP deve contratar 20 mil temporários, aponta FecomercioSP Varejo de SP deve contratar 20 mil temporários, aponta FecomercioSP
Projeção da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) mostra que a contratação de trabalhadores temporários para o fim deste ano deve superar a criação de cerca de 15 mil vagas em 2015 e alcançar a marca de 20 mil empregos até dezembro.

Cerca de 50% das oportunidades devem se concentrar no varejo de vestuário, tecidos e calçados, outros 25% serão destinadas aos supermercados e o restante será dividido entre os segmentos de lojas de eletrodomésticos e eletrônicos, lojas de móveis e decoração e farmácias e perfumarias.

Diante da expectativa de recuperação das vendas do comércio neste segundo semestre, mesmo que de forma tímida e gradual, que deve continuar em 2017, a FecomercioSP pondera que a criação de vagas temporárias no varejo paulista deve ser maior do que a observada em 2015. Além disso, perspectivas mais positivas para a economia no ano que vem apontam para uma mínima efetivação de funcionários temporários.

Efetivação

Até 2013, a soma dos saldos positivos de vagas de outubro e novembro e os saldos de dezembro (normalmente negativo) e janeiro do ano seguinte (negativo) era positiva (+2.203 vagas), indicando que muitos empregados temporários eram efetivados em suas funções.

Porém, o saldo acumulado entre outubro de 2014 e janeiro de 2015 foi negativo pela primeira vez na série histórica (-4.100), reflexo do desaquecimento das vendas do comércio e das perspectivas negativas que já se desenhavam para 2015. A situação, segundo a FecomercioSP, piorou entre outubro de 2015 e janeiro de 2016, praticamente sem efetivações, o que gerou saldo negativo de 19.669 trabalhadores.

"O cenário deteriorou-se significativamente em 2015 por causa da inflação elevada, dos juros altos, da instabilidade política e do rápido crescimento do desemprego. A queda das receitas somada ao aumento dos custos e à falta de perspectiva de recuperação das vendas levou os empresários do comércio a reduzirem despesas, o que, em muitos casos, significou diminuição do quadro de funcionários", informou a entidade.
Fonte: G1
Tags: Varejo, São paulo, Contratações, Temporários, Fecomercio, Comércio
São Paulo - A Casas 17/09/2014 - Saiba quem são as 13 redes de moda que mais vendem no Brasil
São Paulo – Nos últi22/07/2014 - 20 franquias que buscam empreendedores no interior de SP
São Paulo - Ter uma 11/05/2015 - 30 opções de franquias para trabalhar de casa
São Paulo – Muitos e04/08/2014 - 20 opções de franquias para abrir em casa
São Paulo - Muitos e06/07/2015 - 20 franquias para quem pode investir até 20 mil reais
Os shoppings da Gran05/12/2014 - SP: Shoppings têm horário especial em dezembro para compras de Natal
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
preços são paulo e-commerce faturamento supermercados veículos ecommerce consumo comércio comércio eletrônico varejo vendas franquias crédito shoppings natal ipi economia inadimplência indústria

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront