• Novembro de 2017
Home / Notícias

Notícias

Maioria dos supermercadistas não acredita em alta das vendas na Páscoa

A maioria dos supermercados brasileiros acredita que as vendas não devem crescer nesta Páscoa em comparação com o mesmo período do ano passado. Pesquisa divulgada pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras) informou que 55,8% dos entrevistados creem que as vendas devem ficar estáveis. Outros 17,3% veem possibilidade de queda nas vendas e apenas 26,9% apostam em crescimento.

Os números apontam para um cenário mais pessimista do que o de 2014. Naquele período, a expectativa de crescimento predominava e 64% dos supermercadistas acreditavam em alta. A Abras não divulga o desempenho específico das vendas de Páscoa em 2014, mas as vendas reais do setor supermercadista cresceram 2,82% em abril daquele ano.

Para o presidente do Conselho Consultivo da Abras, Sussumu Honda, este ano o varejista está mais cauteloso. Em nota, ele pondera que, apesar de as vendas dos supermercados como um todo ainda estarem positivas, "a percepção de um ano difícil com crescimento nulo e inflação alta, aliada aos juros mais altos e corte de despesas do governo, acaba afetando as expectativas do setor".

A pesquisa também destaca que todos os produtos relacionados à Páscoa analisados pela Abras tiveram aumento de preço, de acordo com os varejistas consultados. Os ovos de Páscoa apresentam a maior alta, chegando a ficar 10,9% mais caros na comparação com 2014. A categoria Chocolates em geral, que inclui os tabletes, teve aumento de 8,8% nos preços.

Posts Recentes