• Outubro de 2017
Home / Notícias

Mundo Verde prevê crescimento de 35% em 2015

O Mundo Verde fechou 2014 com resultados altamente positivos e as perspectivas para 2015 são extremamente promissoras. O faturamento do último ano chegou a R$ 400 milhões, um crescimento de 33% perante 2013. Para este ano, a projeção é alavancar a receita em 35%. Com uma média de 150 mil clientes e mais de mil funcionários altamente capacitados, a rede conta com 1.200 fornecedores cadastrados (75% micro e pequenas empresas). Com 335 lojas no Brasil (entre abertas e em processo de inauguração), presente em 25 estados e no Distrito Federal, o Mundo Verde se consolidou definitivamente como líder na proposta de desenvolver o conceito de vida saudável no varejo brasileiro.

Em relação ao número de lojas, a rede passou de 240 para 335 entre unidades abertas e contratos assinados no período. A projeção para 2015 é a inauguração de 100 lojas. Os principais focos de expansão são o estado de São Paulo e as regiões Sul, Minas Gerais e Centro Oeste. O plano da rede ainda visa o crescimento por meio dos atuais franqueados da marca para outras regiões, o que representa 30% das novas franquias, demonstrando a atratividade do negócio e satisfação com a operação.

E o ano também foi marcado pela compra da rede pelo empresário Carlos Wizard Martins, antes controlada pelo fundo de private equity Axxon. “Após a venda da Wizard, minha ideia inicial era ficar ao menos um ano em um período sabático, mas revi esta posição e decidi investir em um novo negócio pela identificação que tenho com o conceito do Mundo Verde, que prega um estilo de vida saudável, natural e equilibrado”, afirma Martins. Além da identificação com a proposta da marca, o novo presidente do Mundo Verde destaca entre as razões para o investimento o forte modelo de franquias da rede, bem como o potencial de crescimento deste mercado. “Foi um casamento perfeito. Buscávamos um grupo que crescesse baseado no modelo de franquias, que atuasse setor promissor, independente das incertezas da economia brasileira, e, sobretudo, com perspectiva de expansão”, comenta.

Em 2015, a empresa já implantou um Centro de Distribuição exclusivo, localizado na cidade de Jundiaí, interior de São Paulo. “O processo visa a integração da base de dados com maior qualificação do serviço de gestão. Para esse anos está programada a operação piloto de distribuição centralizada pela franqueadora, buscando maior padronização e rentabilidade para a operação”, destaca o presidente da companhia.

Na área de gestão de clientes, foram implementadas diversas ações de comunicação. “Investimos fortemente no relacionamento com o consumidor, por meio de ferramentas tecnológicas e redes sociais. Para este ano a rede ampliará as suas ações. O principal lançamento é um aplicativo mobile para interação e oferecimento de serviços aos clientes”, contemporiza Martins.