• Novembro de 2017
Home / Notícias

Notícias

Baixo investimento atrai franqueados para redes expressivas em seus mercados

Com investimentos que vão de R$ 3 mil a R$ 100 mil, franqueadoras bem estruturadas oferecem oportunidades de negócios para todo o Brasil, em áreas que vão do ensino de idiomas ao varejo de colchões

Atuar em segmentos tão variados quanto os de varejo de aparelhos auditivos, locação de containeres para a construção civil e serviços de lavanderia, costura e tingimento requer pouco capital

Investidores que sonham operar uma franquia, mas têm baixo capital para empregar, podem optar por marcas que possuem investimento idêntico ao das microfranquias, mas que oferecem estrutura completa, renome e franqueados satisfeitos.

Uma delas é a Restaura Jeans, que está há mais de 20 anos no mercado de serviços para roupas (incluindo lavanderia, costura, customização e cuidados com peças de couro) e possui experiência de sobra na operação de suas unidades próprias e franqueadas. “Com o passar dos anos, incluímos serviços nas lojas, as tornamos mais bonitas e interativas, desenvolvemos fornecedores competentes e conquistamos nossos clientes pela qualidade oferecida”, conta Flavio Conrad, franqueador. A Restaura Jeans surgiu muito antes da onda das microfranquias e realmente apenas seu investimento – de cerca de R$ 100 mil – se encaixa nesta categoria. “Somos uma rede de lojas que oferecem serviços para as roupas”, destaca o franqueador.

Outra marca que se destaca no segmento que atua é o The Kids Club. Com 20 anos de mercado, a máster-franquia brasileira da rede inglesa de ensino de idiomas para crianças na primeira infância (a partir dos dois anos de idade) é uma excelente opção para quem quer investir muito pouco para operar com metodologia de ensino de última geração e marca conceituada: por apenas R$ 3 mil, é possível tornar-se microfranqueado da rede. Ele trabalhará como prestador de serviços para escolas de Ensino Fundamental, levando a metodologia The Kids Club a instituições privadas. “Já temos microfranqueados operando em diversas escolas de renome, até em bilíngues”, orgulha-se Sylvia de Moraes Barros, máster-franqueada no Brasil. A rede TKC também possui esco las exclusivas. “O investimento, neste caso, situa-se a partir de R$ 40 mil, também baixo para o segmento”, informa.

Conheça opções de empresas que têm muito a oferecer e nas quais se investe pouco:

Uma loja de colchões pelo investimento equivalente ao de uma micro franquia

A Anjos Colchões – rede paranaense de franquias com 45 lojas que oferece colchões de qualidade, todos de fabricação própria – exige apenas R$ 65 mil de investimento inicial. Isso porque o franqueado não precisa de estoque. “Trabalhamos com entregas em todo o Brasil, então, o franqueado compra conosco, entregamos e ele não precisa investir em grandes estoques. Assim, ele tem uma loja completa pelo mesmo valor de investimento de uma micro franquia”, diz Claudinei dos Anjos, franqueador.

A Anjos Colchões produz os colchões e estofados que vende em sua rede em três fábricas próprias, instaladas no Sul, Sudeste e Nordeste do Brasil. “A marca nasceu como fornecedora de grandes redes, como Magazine Luísa, Ponto Frio e outras, e há cinco anos opera sua rede de franquias, para as quais cria produtos exclusivos. O faturamento médio mensal do franqueado é de R$ 60 mil, com uma lucratividade de 18%”, finaliza dos Anjos.

O sucesso da marca já se dá até no exterior: em outubro de 2014, foi inaugurada a primeira Anjos Colchões em Ciudad Del Este, Paraguai.

Direito de Ouvir: micro franquia exclusiva para fonoaudiólogos

O mercado de aparelhos auditivos é promissor. Dados do Ministério da Saúde indicam que 15% da população brasileira necessitam de um aparelho e a franqueadora Direito de Ouvir Amplifon Brasil espera levar ao público o que há de melhor em tecnologia. “Já temos cinco lojas em funcionamento e, a partir de nossa união, no final de 2014, com a italiana Amplifon, líder mundial de soluções auditivas, traçamos um plano de expansão que inclui a abertura de novas lojas para operadores que não são fonoaudiólogos e micro franquias exclusivamente para os fonos”, comenta Frederico Vaz Abrahão, franqueador.

Essa novidade da Direito de Ouvir Amplifon Brasil - o lançamento de uma microfranquia exclusiva para fonoaudiólogas – está sendo muito bem aceita. O investimento, neste caso, é a partir de R$ 81 mil – sendo que a franqueadora pode subsidiar até 90% do montante investido. “A microfranquia é uma oportunidade para o profissional de fonoaudiologia ter um negócio próprio e empreender, dentro de um valor cabível para sua realidade”, explica Thiciene Carvalho, do Departamento de Expansão.

Nesse modelo de negócio, os aparelhos são emprestados ao microfranqueado em regime de comodato por 60 meses. A franqueadora estabelece a necessidade de ter um espaço exclusivo, como um consultório ou sala comercial, com todas as características de uma franquia comum, para receber os pacientes. “Também haverá uma supervisão bem efetiva, treinamentos periódicos e todo suporte administrativo e comercial”, completa Thiciene.

Microfranquia na área de educação, The Kids Club exige investimento de apenas R$ 3 mil

A britânica The Kids Club – líder mundial em franquias de ensino de inglês para crianças de 2 a 11 anos, que chegou ao Brasil em 1994 – já tem 110 unidades franqueadas, mas quer crescer ainda mais nos próximos meses. “Com nossa microfranquia, profissionais em todo o Brasil poderão trabalhar com metodologia testada, marca de renome internacional e capacitações constantes. É um excelente negócio”, garante a franqueadora no Brasil, Sylvia de Moraes Barros.

Para abrir uma franquia home-based The Kids Club, bastam R$ 3 mil. Já uma franquia com sede, no formato de escola, exige a partir de R$ 40 mil.

Com apenas R$ 100 mil, novo franqueado fará parte de uma rede premiada e com mais de 240 franquias

A Restaura Jeans – rede composta por mais de 240 lojas e pontos de coleta que oferecem lavanderia, costura, tingimento, customização e recuperação de artigos em couro, entre outras opções – é uma loja completa com baixo investimento: com apenas
R$ 100 mil, o franqueado passa a operar e tem o retorno do investimento previsto em 24 meses. A marca, premiada diversas vezes como a melhor de seu segmento, tem espaço para crescer em todo o País.

A rede Restaura Jeans faturou R$ 70 milhões em 2014. “Como a recuperação de peças é uma maneira inteligente de fazer economia, porque é mais barata que a compra de uma peça nova e ainda preserva aquelas que o cliente mais gosta, acreditamos que 2015 será um ano de muito crescimento para a Restaura Jeans, já que o cenário mostra a tendência de recessão na economia. Além disso, pretendemos crescer na área de lavanderia, ainda mais com a escassez de água”, detalha Paulo Conrad, Diretor Executivo da empresa. A meta é crescer 20% em faturamento a mais que em 2014.

Para atuar no segmento de locação de containeres para a construção civil, bastam apenas R$ 33 mil

A Container Segurança é uma rede de franquias pioneira na locação de containeres transportados em carro para obras da construção civil. Apesar de ser jovem – começou a franquear há apenas dois anos – já conta com 147 franquias.
Além do crescimento em número de unidades, em 2014 a franqueadora viu seu faturamento aumentar 230% em relação ao ano anterior. Em 2015, serão 50 novas franquias, com investimento a partir de R$ 33 mil. “Nossa ideia é dobrar o faturamento do ano passado e, para isso, também investiremos na criação de novos produtos e estratégias de locação para que nossos franqueados cresçam. Estamos investindo alto em infraestrutura para isso”, garante Ivan Zafalon, sócio-franqueador.

A disponibilidade para a abertura de novas franquias se dá em todo o Brasil.

Fonte: Maxpress

Posts Recentes