• Novembro de 2017
Home / Motivação

Motivação

Para quem você trabalha?

interna.jpg
"Um amigo perguntou a Michelangelo por que ele havia trabalhado tanto tempo nos complexos e intrincados detalhes da Capela Sistina, em Roma; detalhes tão pequenos que ninguém seria capaz de perceber. Além disso, completou o amigo, quem teria capacidade de discernir se está perfeito ou não?
E Michelangelo respondeu:
– Eu saberei."

A empresa lhe fornece um espaço, uma mesa, um telefone, um computador e o recompensa com uma remuneração para que você trabalhe para ela, correto? Errado! O que ela realmente espera de você é que trabalhe como se fosse o dono do negócio; que pense e aja como se a empresa fosse sua, porque sabe que, independentemente do que “sucesso” significa pra você, para tornar-se bem-sucedido e realizado, seja como empregado, autônomo ou empresário, precisará compreender que, antes de trabalhar para a empresa ou clientes, você trabalha pra você!

Porque ainda que todos ao seu redor estejam satisfeitos com o resultado do seu trabalho, só você pode saber se esse resultado é, de fato, o melhor que você poderia entregar, considerando que “fazer o melhor” não significa “perfeição”, mas a certeza de que você fez tudo o que está ao seu alcance, com os recursos que têm em mãos naquele momento para entregar o melhor resultado. Portanto, “fazer o melhor” é ter a capacidade de assumir a responsabilidade por uma situação e gerar respostas com resultados positivos, ao que os especialistas chamam “Accountability”, uma palavra que, infelizmente, não tem tradução para o português.

Quando você percebe que trabalha pra você, os resultados acontecem de “dentro pra fora”; eles passam a ser fruto da motivação e do entusiasmo por fazer aquilo que você sabe que pode fazer, e que o realiza como ser humano e profissional. Você não faz o que faz para os outros ou pelos outros, mas pra você e por você, porque quando os resultados acontecem de “fora pra dentro”, apenas para agradar os outros, para aumentar o lucro ou para satisfazer o cliente, o reconhecimento exterior, que pode vir em forma de elogios, melhores salários ou lucro, será capaz de afagar o seu ego, mas dificilmente conseguirá tocar a sua alma e a sua essência, fazendo com que você continue buscando do lado de fora aquilo já está dentro de você.

Portanto, trabalhe pra você, faça o seu melhor, porque só assim terá a certeza de que está no caminho certo para conquistar não apenas o sucesso, mas também para realizar o propósito para o qual você foi criado, a sua missão e seus objetivos de vida.

Marco Fabossi é Sócio-Diretor da Crescimentum.

Posts Recentes