• Novembro de 2017
Home / Dicas / Empreendedorismo

Empreendedorismo

"Quem quer começar a empreender tem que inovar", diz especialista

Do sucesso e da estabilidade financeira à falência, desemprego e dívidas. Essa trajetória não é uma realidade distante para muitos brasileiros nos últimos anos, que, com a crise econômica no país, têm encarado um cenário desanimador para crescer e se manter profissionalmente, e até para garantir seu sustento.

Foi o que aconteceu com Paulo Maranhão, empreendedor bem-sucedido e pioneiro na chegada da internet ao país. Ele viu sua carreira escapar pelos dedos após anos de fartura com investimentos em e-commerce. Depois de perder o negócio, carros, funcionários e amigos, ele deu a volta por cima inovando e buscando novas oportunidades na rede. Hoje, após faturar milhões, dar consultoria para empresas e escrever o livro “O único livro que todo empresário precisa ler: como fazer a empresa girar em torno de vendas, evitar as dívidas e inovar continuamente”, ele conta que é possível encontrar uma luz no fim do túnel da falência e se reinventar.

Como o seu negócio foi do sucesso à falência?

Tudo que fiz na minha vida foi pela internet. Comecei em 1994, junto com a chegada da internet no Brasil. Vendia computadores para as pessoas acessarem a rede. Em 1997, começaram as primeiras lojas virtuais no Brasil, e eu já tinha o meu e-commerce. Até o ano 2000, cheguei a ser o maior integrador de serviços Intel no Brasil. Foi aí que fiquei inadimplente com um credor e ele pediu a falência da minha empresa.

Quais foram os motivos que levaram você – e que podem levar qualquer empreendedor – ao fracasso?

Principalmente a falta de controle. Quando o empreendedor está começando, ele acredita muito nos processos que o levaram a crescer e não faz o controle financeiro, controle de estoque, controle de pessoal. Ele não faz reservas. Muitos empreendedores trabalham vendendo o almoço para comprar a janta, com os números apertados. Desse jeito, quando vem a crise ou alguém começa a vender mais, faz algo diferente, eles se perdem nos números e ficam com dificuldades.

Qual é o maior desafio para quem quer empreender no cenário econômico atual?

É começar a lucrar. O maior desafio é vender mais do que a concorrência, que já está há mais tempo no mercado. Quem quer começar a empreender tem que inovar. Tem que investir principalmente em bom atendimento. Se o atendimento é melhor do que o da concorrência, com um preço equivalente ou mais baixo, ele consegue se sobressair. O consumidor está muito exigente, e qualquer reclamação fica indexada na rede, para todo mundo ver.

Como se reinventar depois da crise?

Consegui dar a volta por cima observando melhor as tendências do mercado e adotando melhores práticas de controle financeiro, controle de software e de pessoal. Procurei me organizar e continuar estudando. O profissional não pode parar de se atualizar, o treinamento nunca acaba. Também é importante se reunir com outros colegas de profissão. No meu caso, procurei sempre estar em contato com outros empresários para não ficar por fora das novidades.

Para o trabalhador que perdeu o emprego, o pequeno empreendedor que teve prejuízo, qual é o caminho para dar a volta por cima?

Acredito muito no poder da venda, e falo disso no livro e em minhas consultorias. Vender é algo que enriquece muita gente e traz oportunidades. Se relacionar e conhecer pessoas também é essencial. Também acho que a internet abre muitas portas. Tem muito espaço lá para quem quer empreender. No futuro iremos contratar todo tipo de profissional on-line, por aplicativos. É possível oferecer qualquer serviço on-line, e estar antenado às novas tecnologias é indispensável. Para completar, acho que querer ajudar as pessoas com o que fazemos é a fórmula do sucesso.

Fonte: http://www.gazetaonline.com.br/noticias/economia/2017/10/quem-quer-comecar-a-empreender-tem-que-inovar--diz-especialista-1014104502.html

Posts Recentes