• Outubro de 2018
Home / Cases

Cases

A força da mulher empreendedora

A força da mulher empreendedora

O Brasil tem cerca de 7,9 milhões de mulheres empreendedoras e este número continua crescendo. De acordo com o Sebrae, das 955 mil novas empresas registradas, 51,5% foram abertas por mulheres.

 
alergoshop.jpg
 

As empreendedoras brasileiras, Julinha e Sarah Lazaretti, sócias fundadoras da Alergoshop, empresa pioneira no segmento de produtos hipoalergênicos no País. A enfermeira Sarah Lazaretti, 57 anos, sempre encontrou dificuldades para conseguir cuidar dos problemas alérgicos da filha. Com a falta de produtos específicos no mercado nacional, a solução era correr atrás dos caros e importados. Às vezes, por precisar contar com a ajuda dos amigos que viajavam para fora do país, Sarah nem sempre tinha em mãos os produtos que precisava para suprir a necessidade das crises de Marina, hoje com 26 anos. 

 
ceiliavictorio.jpg
 
 

Foi por isso que Sarah, em 1993, quando sua filha tinha quatro anos, decidiu, em sociedade com sua irmã Julinha, criar uma marca especializada em produtos que previnem as alergias e possuem formulações menos agressivas à saúde. Desde então, a Alergoshop está empenhada em suprir as necessidade e carências dessas pessoas. O primeiro passo das empreendedoras foi buscar no mercado internacional linhas de produtos naturais, capas antiácaros, ADF acaricida e alguns cosméticos. Sarah também se preocupou em encontrar um ponto comercial para alugar, além de um fornecedor nacional de semijoias. Em 1994, a marca decidiu desenvolver seus primeiros produtos e apostou nos cosméticos da linha Uso Diário. Hoje, a Alergoshop conta com mais de 50 itens de fabricação própria e possui dez diferentes linhas. 

Outra empreendedora de sucesso é Cecília Victório, sócia fundadora da rede de franquias Bolos da Cecília. Nascida em Monte Alto, interior de São Paulo, Cecília sempre teve um pé na cozinha. Quando criança passava as tarde acompanhando sua avó, vinda da Itália, preparando as delícias para as delícias para família. Aos 17 anos, a empreendedora se candidatou a uma bolsa para estudar nos Estados Unidos onde, além de aprender, ainda prestação atenção em sua grande paixão, a culinária. Durante sua estadia no exterior, recolheu receitas  típicas das regiões por onde passava, como o famoso Red Velvet, bolo de massa leve e vermelha, recheado de cream cheese. 

 
cecilia-bolos2.jpg
 

Quando retornou ao Brasil, apesar do desejo de cursar administração de empresas, optou por seguir a carreira em letras, com especialidade em língua inglesa e atuou como professora em colégios públicos e particulares, para 1º e 2º graus, na época em Osasco. Ao mudar-se para São Paulo, passou a trabalhar como secretária em uma multinacional especializada em produtos agrícolas e alimentícios. Também atuou na extinta Cica, onde sua paixão por alimentos voltou a aflorar. Em 1998, a necessidade de cuidar do primeiro filho a fez parar de trabalhar fora e dedicar-se à família. Durante as tardes, Cecília assistia a programas de culinária na TV, gravava e anotava as receitas para reproduzi-las em casa, sempre com seu toque especial. O sucesso dos bolos fez com que recebesse pedidos maiores, como casamentos. Todos eram produzidos de maneira caseira em sua própria cozinha, apenas por ela. Isso a fez repensar no que gostava de fazer, quais eram seus sonhos. 

Cecília então decidiu buscar redes de franquias de bolos caseiros, porém, nada se assemelhava ao desejo dela. A empreendedora visitou algumas marcas, experimentou os produtos, mas as redes ofereciam apenas bolos para levar para casa e todos feitos com receitas únicas, os mesmos ingredientes que eram saborizados ao final da receita. Para fazer diferente, criou a rede de franquias Bolos da Cecília, especializada em bolos caseiros artesanais. No início, a rede comercializava 20 sabores de bolo, hoje são mais de 100, incluindo bolos salgados. A marca foi a primeira rede de franquias a comercializar o famoso Bolo de Churros. Responsável por todas as receitas, ela continua buscando inspiração no Brasil e no exterior para criar novas receitas. Hoje, a rede possui 21 unidades franqueadas em funcionamento em São Paulo, Brasília, Paraná e Rio de Janeiro, onde tem feito muito sucesso. 

Alergoshop: Pioneirismo e inovação é a chave do sucesso da Alergoshop (www.alergoshop.com.br). Com mais de 20 anos de experiência no mercado, a empresa foi a primeira a entender as reais necessidades dos alérgicos no País e a desenvolver linhas livres de substâncias nocivas, pensando em cosméticos seguros, cruelty free e se antecipando as principais tendências mundiais. A Alergoshop tem 12 lojas abertas e atende todas as regiões do Brasil pelo e-commerce. No site também é possível preencher informações sobre quais substâncias o cliente tem alergia e receber um aviso dos produtos que as contém. Além disso, seguindo a premissa de levar informações para a sociedade e melhorar a qualidade de vida da população, a Alergoshop desenvolve conteúdo para o blog e para o youtube, com dicas e informações de médicos especialistas. Dentre os produtos comercializados estão: cosméticos, capas antiácaro, desodorantes, hidratantes, protetores solares, repelentes, produtos de limpeza, espaçador, desumidificador, umidificador purificadores de ar entre outros. A Alergoshop não testa seus cosméticos em animais e faz parte da lista oficial da PEA – Projeto Esperança Animal. 

Bolos da Cecília: Resultado da paixão de Cecília Victório pela cozinha, a Bolos da Cecília (http://www.bolosdacecilia.com.br/) foi criada em 2013, sendo a primeira rede de franchising a oferecer o Bolo de Churros. Pensando em unir as famílias em volta da mesa para lembrar os sabores e valores da infância, oferece o verdadeiro bolo caseiro, produzidos de forma totalmente artesanal. Outro diferencial da rede são os bolos vendidos em pedaços, que podem ser consumidos com variados tipos de café e refrigerantes, além de salgados e sorvetes que são vendidos no local

Posts Recentes