• Novembro de 2017
Home / Cases

Cases

Farm

A grife carioca Farm nasceu em 1997 com um investimento inicial de R$ 1.200 e apenas um stand na Babilônia Feira Hype, evento que reúne marcas alternativas e jovens estilistas no Rio de Janeiro. As roupas da marca logo tornaram-se objeto de desejo feminino e a prova disso está no sucesso das 21 lojas próprias espalhadas pelo Brasil (oito no Rio de Janeiro, uma em Búzios, uma em Niterói, duas em Belo Horizonte, uma em Brasília, uma em Goiânia, duas em São Paulo, uma em Campinas, uma em Salvador, uma em Recife, uma em Florianópolis e uma em Fortaleza).
imagem.JPG
Interior da loja
Roupas despojadas e coloridas, tendência hippie-romântica, modelos inspirados no cenário praiano, preço acessível e produção focada em mulheres “descoladas”, muitas delas universitárias, são os principais atrativos da Farm. Buscando sempre inovar nas criações, a empresa fabrica cerca 1.300 modelos por coleção, visando à estratégia de consumo por impulso. Se a cliente não comprar determinado produto na hora em que estiver na loja, depois não encontrará mais. Semanalmente são criados 100 novos produtos. Outro diferencial é o seu programa de relacionamento, “Eu quero Farm!” (EQF!), que possui mais de 110 mil consumidoras cadastradas e utiliza as estratégias de banco de dados para se relacionar com elas de forma diferenciada e, claro, vender mais.
O programa traz diversos benefícios para as clientes: liquidações exclusivas, brindes especiais, flexibilidade de pagamento, presentes de aniversários, convite para inauguração de lojas, prévia de lançamentos, notícias e dicas de produção. Como o crescimento sempre fez parte da Farm, foi lançada recentemente a Fábula, uma marca infantil cheia de estilo carioca e colorido. O próximo projeto da grife é abrir uma grande loja da Farm nas principais capitais brasileiras até 2010. E nesse ritmo, a Farm vai conquistando o Brasil e mostrando que a moda carioca veio pra ficar.

Posts Recentes