Outback Steakhouse Outback Steakhouse
Restaurantes decorados com pranchas de surfe, mapas, bandeiras, cangurus, coalas, bumerangues e até crocodilos. No cardápio pratos com temperos marcantes, desde entradas exclusivas, saladas com molhos especiais, suculentos steaks, até grelhados, massas e as irresistíveis sobremesas. Vinhos e cervejas australianas. Tudo em um ambiente rústico e informal que beira ao selvagem. Não, não é um típico restaurante no interior desértico e remoto da Austrália. É apenas a descrição de um restaurante típico da rede OUTBACK STEAKHOUSE. 
A ideia nasceu quando quatro empresários do estado da Flórida, Chris T. Sullivan, Robert D. Basham, Tim Gannon e Trudy Cooper, decidiram montar uma steak house temática (como os americanos chamam um restaurante especializado em carnes) na cidade de Tampa, em março de 1988, que fugisse dos padrões convencionais. A inspiração veio do outro lado do mundo. A começar pelo nome. OUTBACK é a forma como os australianos se referem ao árido interior de seu país. Dentro do restaurante, a decoração rústica copiava as casas de campo interioranas da Austrália na década de 1950. E até a iluminação suave, levemente alaranjada, remetia ao pôr-do-sol da Oceania. O cardápio incluía porções bem generosas de carnes, peixes, frangos e saladas, parem serem apreciadas em grupo.
A rede caiu rapidamente no gosto dos consumidores americanos, que uma segunda unidade foi inaugurada na cidade. Além da atmosfera diferenciada, estilo informal, e sempre focada em conceitos de hospitalidade e atendimento de excelência, o cardápio foi cuidadosamente estudado para reunir os tipos de carne preferidos dos americanos (costela de porco e cordeiro) e o tempero australiano, meio doce meio apimentado. Depois de se consolidar em território americano com mais de 200 unidades em cidades como Orlando, Houston, Dallas, Indianapolis e na capital Washington, a rede inaugurou no ano de 1996 na cidade de Toronto no Canadá seu primeiro restaurante internacional.
A partir deste momento, a rede OUTBACK cresceu rapidamente, espalhando-se pelos Estados Unidos e outros países do planeta como a distante Coréia do Sul (onde a primeira unidade abriu as portas em 1997), e desembarcando no Brasil exatamente no dia 9 de novembro de 1997 na cidade do Rio de Janeiro com a inauguração de um restaurante na Barra da Tijuca, oferecendo um conceito e uma temática diferentes de tudo o que já existia no país. Pela primeira vez chegava ao Brasil o conceito de casual dinning (jantar casual), trazendo o tempero marcante do OUTBACK STEAKHOUSE, a famosa Bloomin’ Onion (cebolas douradas servidas ao molho bloom), o refil de refrigerante e atendentes universitários. E tudo isso em um ambiente descontraído para animar a todos. Ao sucesso absoluto de público desse primeiro restaurante seguiram-se as inaugurações de quatro unidades em São Paulo e uma em Campinas nos anos seguintes. Em 1998 a rede comemorou a inauguração de seu restaurante de número 500 no mundo, provando o total sucesso do conceito OUTBACK. Pouco depois da chegada do novo milênio, em 2001, a rede, em uma ação de marketing ousada, viajou ao Afeganistão para alimentar as tropas americanas lá baseadas.
Nos anos seguintes a rede seguiu seu plano de expansão mundial, inaugurando unidades em vários países, incluindo a primeira unidade em solo chinês em 2012. O OUTBACK faz questão de customizar seu atendimento e manter o cliente sempre interessado em voltar aos restaurantes da rede, através de produtos como Gift Certificates (vale-presente que pode ser gasto em qualquer restaurante da rede), Corporate Lunch (um cardápio com várias opções para realizar eventos corporativos), Walkabout Kids (passeio educativo e recreativo que a rede oferece às crianças até 12 anos através de suas escolas ou cursos, onde elas têm a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a decoração do OUTBACK, a cultura australiana e interagir com a equipe de Outbackers (como são chamados os atendentes da rede) de uma maneira alegre e descontraída) e Billabong Hour (um happy-hour especial onde cada pedido de bebida alcoólica dá direito à outra igual). Além disso, os clientes mirins, chamados de “Joeys”, recebem atenção especial, para quem a rede oferece alguns pratos exclusivos e amenidades como vídeos e revistinhas para colorir e levar para casa.
Cardápio 

Geralmente o cardápio tradicional da rede inclui porções bem generosas com variedades de carnes bovinas (steaks), opções de peixe, camarão, frango, carne suína, cordeiro, massas, sanduíches, sopas e saladas. Há também uma seleção de pratos especiais para crianças até 12 anos. Além disso, os famosos aperitivos e sobremesas são realmente um grande diferencial em sabor. Isto sem contar o pão preto australiano, sempre quentinho, acompanhado com manteiga branca, que é cortesia da rede.
Os principais pratos do cardápio, conhecidos mundialmente, são a Bloomin’ Onion (cebola gigante fatiada em forma de flor, empanada e servida com molho); Aussie Cheese Fries (batatas fritas especiais, cobertas com queijos derretidos, bacon picado e servidas com molho Ranch); The Outback Special (225g ou 325g de Sirloin - miolo da alcatra - temperado à perfeição e grelhado à gosto); Alice Springs Chicken (peito de frango grelhado coberto de bacon, cogumelos e queijos gratinados, temperado com molho Honey Mustard, servido com fritas); Ribs on the Barbie (costela de porco defumada e grelhada, regada ao molho Barbecue ou Billabong, servida com fritas e Cinnamon Apples); Billy Ribs (cinco costelas de porco regadas ao delicioso molho Billabong ou BBQ Orange Marmalade); Walkabout Soup (versão da rede da sopa favorita dos australianos); Grilled Shrimp on the Barbie (camarões grelhados servidos com o delicioso molho Remoulade); Cairns Calamari (cortes de lula empanadas, preparadas à perfeição e servidas com os molhos Marinara e Tartare); Kookaburra Wings (sobre-asas de frango, preparadas à moda de Buffalo, servidas com tempero suave ou picante); Chook n Dillas (saborosas quesadillas generosamente recheadas com tiras de frango coberto com bacon, cogumelos e mix de queijos); Cinnamon Oblivion (sorvete de creme com nozes caramelizadas, cinnamon apples, cinnamon croutons, calda de caramelo e chantilly); e Cheesecake Olivia (no estilo de Nova York com calda de raspberry ou caramelo).
No Brasil, o OUTBACK conta ainda com um cardápio específico para o bar, com destaque para o chope e as aussie caipirinhas em nove combinações de sabores, como limão, morango, maracujá, kiwi ou lima-da-pérsia. Além disso, a partir de 2009 os restaurantes da rede no Brasil passaram a oferecer almoço executivo. O cardápio só tem um item diferente da versão americana: a porção de picanha. Os brasileiros também consomem quatro vezes mais sobremesa do que os clientes da rede nos Estados Unidos. E, por aqui, todos os restaurantes abrem para o almoço diariamente, o que não é o padrão da rede.

Para entender melhor o significado dos nomes dos pratos e itens do cardápio da rede OUTBACK basta saber: aussie = australiano; aussie chips = batata feita em casa; Barbie = gíria para barbecue, que significa churrasco ou grelha; billabong = pequeno lago no meio do deserto; chook = galinha; Alice Springs = uma cidade no interior desértico da Austrália; Grazier = rancheiro; jacket potato = batata assada com escolha de recheio; Joey = canguru neném; pot of amber = cerveja; prawns = camarão gigante; tucker = comida; walkabout = caminhada espiritual; wallaby darned = drinque especial de champanhe e pêssego; damper = pão sem fermento; Kookaburra = um pássaro australiano; e Waratah = flor australiana que inspirou o formato da Bloomin’ Onion.
Vendendo cebola para fazer o bem 

No Brasil é realizado o Outback Bloomin’ Day, evento anual quando em um determinado dia todas as vendas da famosa cebola gigante exclusiva da rede, conhecida como Bloomin’ Onion (cebolas douradas servidas ao molho bloom), é revertida para instituições ligadas à saúde e educação infantil. O evento, cuja primeira edição foi realizada em 2003, já está em seu décimo ano.
A evolução visual 

O logotipo inicial da marca tinha como símbolo um canguru carregando uma pequena trouxa (SWAG) contendo os seus pertences, que, em uma caminhada simbólica chamada de “walkabout”, representava o movimento migratório em direção a outros países vizinhos.
Em 2007, o logotipo passou por uma reformulação visual ganhando uma imagem mais simples e refinada, com a palavra “Outback” sob um horizonte de montanhas, que representam o relevo do próprio Outback australiano (deserto que cobre quase 2/3 do território do país).

A marca no mundo 

A OUTBACK STEAKHOUSE tem 800 restaurantes nos Estados Unidos e mais de 180 em outros 21 países do mundo como Brasil, Aruba, Canadá, México, Coréia do Sul, Reino Unido, Filipinas, Japão, Hong Kong, Porto Rico, Egito e Arábia Saudita. Embora tenha nascido nos Estados Unidos, fez fama como a mais australiana das redes de alimentação. No Brasil a rede possui 44 restaurantes (localizados em 200 cidades de 11 estados), entre os quais os nove que mais rentáveis no mundo. A única loja não brasileira na lista das que mais vendem é a de Las Vegas, que também é a única que funciona 24 horas. A campeã mundial de vendas é a loja do shopping Center Norte, na zona norte de São Paulo, que recebe mais de 40 mil clientes por mês. 

Você sabia? 

Uluru é uma imensa rocha no meio do nada no Outback - interior da Austrália. Trata-se de uma formação rochosa de cor laranja radiante. Quando o sol se põe, o céu do deserto australiano se torna de uma cor roxa escura e esta é a razão pela qual o teto é laranja e roxo nos restaurantes da rede, além de serem as “cores oficiais” do OUTBACK.
 
  • Um restaurante típico da rede possui mesas que acomodam aproximadamente 200 pessoas. 
  • No Brasil, quem se torna sócio gestor tem seu nome gravado na porta da unidade que administra, recebe um salário fixo por mês e mais uma porcentagem do lucro líquido do restaurante. 

Fonte: Blog Mundo das Marcas - http://mundodasmarcas.blogspot.com.br/
As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Isto é Dinheiro), jornais (Meio Mensagem), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Mundo Marketing) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 
Tags: Alimentação, Varejo, Restaurantes casuais, Marcas americanas, Outback
18/05/2017 - Zara
02/03/2017 - Telhanorte
30/03/2017 - Marabraz
27/04/2017 - Decathlon
16/03/2017 - Gregory
13/04/2017 - Nubank
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
franquias marcas brasileiras acessórios móveis cosméticos design alimentação varejista brinquedos fast food varejo vestuário calçados marcas americanas decoração bem-estar inovação negócios restaurantes moda

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2017 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront