O custo de ter um negócio: fatores que influenciam O custo de ter um negócio: fatores que influenciam
Grupo Friedman


Quanto custa permanecer no mercado? Os seguintes fatores influenciam sua flexibilidade ao desenvolver um sistema de remuneração.

1) Aluguel
Um percentual significativo de seu custo operacional é gasto em aluguel? Às vezes, isto não constitui um problema, se o volume de vendas que você atrai em razão de sua localização compensar o valor do aluguel pago. Mas se for um novo ponto que deverá atrair muitas vendas, mas que ainda não se firmou, pode ser que você tenha menos condições de pagar comissões generosas.

2) Marketing/Propaganda
Quanto está custando atrair vendas por meio de propaganda? Sua loja depende de muita propaganda porque é relativamente pouco conhecida no seu mercado, ou cercada por concorrentes, ou porque tem um negócio voltado para as promoções/liquidações? O tamanho da "fatia de bolo" que vai para a propaganda deve ser levado em conta quando você elaborar seu programa de remuneração.

Além da propaganda, o marketing inclui uma ampla gama de despesas necessárias para promover os produtos dentro da loja. Com que frequência você precisa comprar novos equipamentos, novos cartazes, etc.? Qual é o custo destas aquisições? Parte de sua verba de marketing inclui uma pessoa ou equipe para cuidar da programação visual de sua loja? Todas estas necessidades de marketing são parte do custo de promoção e devem ser levadas em conta.

3) Despesas Administrativas Gerais
Alguns negócios operam com uma equipe enxuta, enquanto outros parecem ter cinco pessoas para fazer o trabalho de uma. Todo mundo - desde a recepcionista até a equipe de contabilidade - afeta o seu resultado final.

Até mesmo o grau de eficiência na compra de material de escritório afeta seu resultado final. Se você tem ou não sistemas e processos eficientes no seu dia-a-dia da sua loja, isso irá afetar seu resultado final.

4) Honorários da Diretoria
Nem vamos tocar neste assunto! Se você é um pequeno comerciante, você é o proprietário e é você quem decide quanto quer ou não levar para casa. Este é o privilégio de ser dono da loja. Mas, frequentemente, os donos de pequenos negócios acabam levando para casa "o que sobrou", e geralmente isto não é o bastante. Se for este o seu caso, é provável que o seu negócio não esteja sendo suficientemente lucrativo, e mudar o sistema de remuneração é apenas parte da guerra. Deverá ser feita uma análise detalhada de todos os outros fatores listados aqui para determinar o que pode ou deve ser feito para produzir mais lucro e/ou honorários mais elevados para o proprietário.

Nas organizações maiores pode haver vários diretores, e seus honorários podem estar atrelados a bonificações baseadas nas vendas ou nos lucros. Certamente, estes números serão competitivos e pode ser difícil mudá-los. O único modo de reduzir significativamente estes custos como um percentual das vendas é aumentando as vendas. E o único meio de fazê-lo, em alguns casos, é abrindo mais lojas.

5) Custo de Mercadoria
Se estiver vendendo bens do tipo commodities, é provável que suas margens sejam menores simplesmente porque há maior concorrência. Obviamente, se você trabalha com escala (grandes volumes), obterá melhores condições com os fornecedores. Pode-se dizer que, qualquer que seja seu volume, os compradores lutarão para obter o melhor negócio possível para evitar a necessidade de fazer mark-downs ao longo do ano. Naturalmente, a manutenção de sua margem exerce grande influência sobre seu lucro, mas também afeta os recursos disponíveis para pagar comissões.

6) Folha de Pagamento
Olhe com mais atenção a folha de pagamento. Está investindo com sabedoria? Está pagando por antiguidade, sem nenhum retorno significativo para sobre o seu investimento? Está satisfeito com o volume e/ou produtividade de vendas que está obtendo, em troca dos salários que está pagando? Tenha sempre em mente que o custo de mão-de-obra não inclui somente o pagamento bruto dos funcionários da loja durante o ano. Também inclui o custo de se ter aqueles funcionários, alguns dos quais são absorvidos na categoria de despesas administrativas gerais, outros não. Por exemplo, alguém tem que desempenhar a função de fazer a folha de pagamento. Isto é parte do orçamento administrativo geral. Mas há ainda outros fatores, além do salário bruto dos funcionários, que são encargos sociais e benefícios, alguns dos quais representam custos para a empresa.

7) Lucro
E, por último, mas sem dúvida não menos importante, temos o lucro. Todos os fatores acima (aluguel, propaganda/marketing, despesas administrativas gerais, honorários da diretoria, custo da mercadoria e folha de pagamento) representam certos percentuais de vendas. Subtraia a soma desses percentuais de 100 e obterá o lucro. Alguns pequenos negócios não fixam metas definidas para lucros. Eles esperam até ver o resultado dos livros de cada ano fiscal para terem uma surpresa. Empresas maiores têm uma meta de lucro e definem orçamentos para outros fatores, com base na obtenção desta meta.


Texto extraído do PART – Programa de Atração e Retenção de Talentos, do Grupo Friedman
Tags: Remuneração, Rh, Custos, Lucro
Aguarde...
Popularidade: 4.5 (2 Votos)
Texto da Busca:
Data Inicial:
Data Final:
                   
talento recrutamento recursos humanos treinamento retenção de talentos vendedores motivação sucesso rh gestão planejamento desenvolvimento profissional remuneração processo seletivo gestão de pessoas emprego profissão talentos cargos e salários perfil comportamental

Notícias | Artigos | Motivação | Cases | Feiras | Links | Newsletter | Cadastre-se | Calendário do Varejo | Twitter | RSS | Fale Conosco
© 2014 Copyright Varejista.com.br. Todos os direitos reservados. - Site: SGP Infront