• Dezembro de 2017
Home / Artigos / Gestão

Gestão

A culpa é do gerente?

Por Moacir Moura

Como líder e responsável pelo destino da loja, é o gerente quem dá o direcionamento que o ponto de venda deve seguir.

E toda equipe acaba seguindo o tom que o gerente dá ao seu trabalho. Se a ênfase for na arrumação, todos se empenharão para que a loja esteja sempre bem arrumada. Se no abastecimento, teremos então um loja com pouquíssimas faltas, exatamente dentro das preferências do consumidor.

Se o gerente der maior atenção à venda e ao atendimento, os colaboradores se empenharão também em vender cada vez mais e conquistar novos clientes. Havendo orientação e cobrança para que haja organização, limpeza, eliminação de desperdícios e preservação do patrimônio da empresa, os funcionários responderão a esse direcionamento do seu líder.

A ligação do gerente com a sua equipe é tão séria que pode alterar o humor e o comportamento das pessoas. Gerente triste e desmotivado, equipe triste e indiferente aos resultados. Gerente animado, equipe mais animada ainda.

Gerente que cobra, exige mais da matriz o atendimento das faltas de mercadorias e demais necessidades da loja, a equipe se sente segura e mais protegida. Gerente que ensina, cobra e orienta, a equipe reage, aprende e repassa a aprendizagem para seus colegas. Gerente problema, equipe problema. Gerente solução, equipe preventiva e pró-ativa.

Como o varejo vive em plena fase de mudanças e repensando conceitos operacionais, cabe aqui algumas perguntas importantes: Qual é o direcionamento que você vem dando ao seu trabalho como gerente de loja? Você costuma tomar a frente e resolver os problemas que surgem, ou prefere reclamar da situação e arranjar culpados?

Analisando o seu próprio desempenho, em que tipo de gerente você se enquadra? Cuidador de loja, aquele que se limita a manter as coisas sempre no mesmo padrão? Ou Gerente líder, aquele que altera a situação atual, rompe barreiras e vence grandes desafios? Mesmo aqueles desafios que muitos consideram impossíveis de serem vencidos?

Quando acontece qualquer coisa na loja, os clientes não perguntam logo "Quem é o Gerente aqui...?" Faça o mesmo, pergunte ao Gerente, ou seja, a você mesmo! A bem da sua eficácia gerencial procure não apenas responder aos questionamentos acima, mas sobretudo trabalhar as possíveis deficiências existentes, iniciando um longo processo de treinamento diante do espelho. Se você não mudar a forma de trabalhar, acabam mudando você. Não há mais lugar para gerentesauro. Te cuida...!

Moacir Moura
Consultor de varejo, especialista em treinamento e palestrante.

Posts Recentes